RESENHA – #Outlander – A Viajante do Tempo

, Livros

Título:  A Viajante do Tempo

Série: Outlander – livro Um

Autora: Diana Gabaldon

Editora: Arqueiro

Sinopse: “Em 1945, no final da Segunda Guerra Mundial, a enfermeira Claire Randall volta para os braços do marido, com quem desfruta uma segunda lua de mel em Inverness, nas Ilhas Britânicas. Durante a viagem, ela é atraída para um antigo círculo de pedras, no qual testemunha rituais misteriosos. Dias depois, quando resolve retornar ao local, algo inexplicável acontece: de repente se vê no ano de 1743, numa Escócia violenta e dominada por clãs guerreiros.

Tão logo percebe que foi arrastada para o passado por forças que não compreende, Claire precisa enfrentar intrigas e perigos que podem ameaçar a sua vida e partir o seu coração. Ao conhecer Jamie, um jovem guerreiro das Terras Altas, sente-se cada vez mais dividida entre a fidelidade ao marido e o desejo pelo escocês. Será ela capaz de resistir a uma paixão arrebatadora e regressar ao presente?”

A Viajante do Tempo me fez querer encontrar o círculo de pedra de Craigh na Dun, viajar no tempo e ir para as Terras Altas da Escócia, para ver de perto a história acontecer.

Diana Gabaldon escreve de maneira que te prende e faz sua imaginação fluir de um modo incrível, descrevendo minuciosamente a ambientação dos lugares, nos permitindo sentir as mesmas emoções dos personagens. A riqueza nos detalhes e a doçura das palavras nos momentos de ternura me fizeram amar este livro.

Claire é forte e destemida, uma perfeita heroína. Ela nos mostra como as tradições das Terras Altas são diferentes da época da qual ela vem. Cercada por pessoas desconhecidas, em um tempo que não é o seu, vivendo os perigos e aventuras dos Highlanders, com suas espadas e kilts, montados em seus cavalos, recolhendo impostos para os senhores das terras e sonhando com a possibilidade de  ver novamente um Stuart no poder (falarei mais sobre isso na resenha de A Libélula no Âmbar).

Como descrever Jamie Fraser? O olhar e o sorriso de uma criança, o tamanho e a força de um gigante e um coração de leão! É assim que eu o vejo. Corajoso e inocente, mas que não mede qualquer esforço para garantir sua lealdade e a proteção da mulher que ama.

Quanto á Black Jack Randall, eu não sei se o amo ou odeio, ele é uma caixinha de surpresa, passei o livro todo tentando entender o que se passava em sua cabeça, mas só consegui entender no final, depois de muito odiá-lo. Agora estou na dúvida sobre suas loucuras e isso me deixa sem ter uma opinião formada a seu respeito.

Apesar de ser um livro relativamente grosso, o enredo é tão bom que quando percebi já estava no fim. É uma leitura agradável e o fato de Gabaldon ser minuciosa nos detalhes, fez com que eu me imaginasse sendo uma verdadeira Highlander.

Senti-me curiosa com as ervas usadas nos tratamentos médicos realizados por Claire, fui pesquisar sobre as plantas citadas no livro e todas elas são de fato ervas medicinais usadas nos tempos antigos. Gabaldon fez um trabalho de pesquisa espetacular.

É de longe o livro com as melhores frases de efeito, meu livro ficou todo marcado com Post-it, às vezes tiro um tempinho e fico relendo alguns trechos marcantes.

“Você é sangue do meu sangue e ossos dos meus ossos. Dou-lhe meu corpo, para que nós dois sejamos um só. Dou-lhe o meu espírito, até o fim de nossas vidas”

Diana consegue fazer com que Jamie se torne o homem que toda mulher deseja encontrar na vida.

“— Você está a salvo — disse ele com firmeza. — Tem meu nome e minha família, meu clã e, se necessário, a proteção do meu corpo também. O sujeito não vai colocar as mãos em você de novo enquanto eu viver.”

O que Jamie faz por Claire, mesmo sabendo que ele ficará destroçado por dentro, me fez ter uma grande ressaca literária com o término do livro.

“— Eu disse: Senhor, se nunca tive coragem em minha vida antes, que eu a tenha agora”. “Permita que eu seja corajoso o suficiente para não cair de joelhos e implorar-lhe que fique.”

Claire e Jaime se toraram o meu casal favorito, sempre vou levá-los no meu coração. Tenho planos para ler todos os livros da série e me aventurar nesta apaixonante viagem no Tempo.

Eu deixo a seguinte pergunta: E se o seu futuro fosse o passado?.

Deixe uma resposta