Resenha Benjamin Litter de Léo Otaciano

26 de março de 2018

Olá lindos leitores, como estão?

Pra comemorar a noa parceria, hoje vim trazer a resenha de Benjamin Litter, um livro super gostoso que recebi do parceiro Leonardo Otaciano.

Muito bem escrito e divertido, é ideal para uma tarde preguiçosa onde podemos viajar tranquilamente pelas páginas dessa estória.

Benjamin Litter

Benjamin Litter

Léo Otaciano
ISBN: B014K5N2EG
Ano: 2015
Páginas: 130
Idioma: português
Editora: Agbook / Clube de Autores

Sinopse: Até que ponto a sua honestidade é capaz de ser prioridade em seu caráter? Siga os passos de Benjamin Noah, jovem poeta brasileiro que após uma sucessão de perdas, torna-se desacreditado da vida e vive a se questionar sobre a felicidade. As paixões, o amor enlouquecido por Rafaela e as escolhas e atitudes desonestas que trazem ao rapaz as piores consequências vão fazê-lo entender o verdadeiro sentido do que é ser feliz.

O que você faria se encontra-se um cheque milionário?
Benjamin encontrou e isso mudou sua vida.

Um poeta que sonha ter sucesso e ser conhecido por seu trabalho, mas que não foi abençoado com a fama. Seu trabalho esta por um fio e sua namorada foi embora sem olhar para trás.
Tudo o que ele queria se desfez.

“Não, eu não me tornei um paralítico, pelo menos não fisicamente, mas talvez a minha alma tenha se quebrado em vários pedaços depois da perda sucessiva das pessoas que eu mais amava”

Mas em uma caminhada matutina com seu melhor amigo Rudollf, seu cão, Benjamin encontra uma velhinha com seu neto cadeirante em uma praça.
A senhora esta tão aflita que acaba chamando a atenção de ambos, seu comportamento estranho leva Benjamin a imaginar o que de tão valioso a senhora carregaria em sua bolsa para que aja como se estivesse com medo de perde-la de vista, hora colocando-a apertada contra o peito, hora em baixo do braço.
E é realmente isso que acontece, ela esquece a bolsa no banco da praça e Benjamin a encontra. Adivinhem o que tem lá? Um cheque milionário capaz de realizar todos os seus sonhos.
Seria roubo?
O ditado “achado não é roubado” se encaixa aqui?

“Por que então, fechar os olhos e se jogar de ponta cabeça num oceano de derrotas que você mesmo pintou? Isso não faz o menor sentido. Pinte tudo novamente e dessa vez use as cores mais fortes que você puder usar. Não faça isso por ninguém ou por algo, faça isso por você”

Leonardo trabalha muito bem as mudanças de Benjamin apos encontrar a pequena fortuna. Um rapaz bom que passa a ser arrogante, a agir como se fosse superior. Mas será que seu plano realmente funcionará?
Venha descobrir até que ponto sua honestidade é maior do que o desejo desesperado de realizar seus sonhos.
Será que faríamos o mesmo que o jovem poeta?

Um livro muito bem escrito que nos leva a julgar o caráter de Benjamin por seus mais recentes atos, mas com um final capaz de nos fazer refletir sobre tudo.

Mas como nós agiríamos no lugar dele?

Você devolveria ou aproveitaria essa oportunidade única de realizar seus mais caros sonhos?

Deixe seu comentário