Combo: Resenha dupla + Notícia

, Livros

Livros: O Chamado do Cuco e O Bicho-da-Seda

Editora: Rocco

Autor: Robert Galbraith

Combo: Resenha dupla + Notícia

Hi, lovelies.

Desde que terminei de ler O Bicho-da-Seda há duas semanas e planejei resenhá-lo aqui, me lembrei que ele é o segundo livro de uma série que eu nunca havia resenhado no blog antes. Então decidi resenhá-lo junto com o primeiro que se chama O Chamado do Cuco.

Os dois livros foram escritos pela célebre J.K.Rowling, que para quem não sabe é a escritora de Harry Potter.

Mas, pera. Então porque raios na capa do livro o nome do escritor é Robert Galbraith? É só um pseudônimo que a autora escolheu para escrever essa série.

Comecemos, então, porque é muita coisa pra um post só.

14958877_1129090620493954_235141048_n

– O Chamado do Cuco

“Quando uma modelo problemática cai para a morte de uma varanda coberta de neve, presume-se que ela tenha cometido suicídio. No entanto, seu irmão tem suas dúvidas e decide chamar o detetive particular Cormoran Strike para investigar o caso.

“Strike é um veterano de guerra, ferido física e psicologicamente, e sua vida está em desordem. O caso lhe garante uma sobrevida financeira, mas tem um custo pessoal: quanto mais ele mergulha no mundo complexo da jovem modelo, mais sombrias ficam as coisas e mais perto do perigo ele chega.

Um emocionante mistério mergulhado na atmosfera de Londres, das abafadas ruas de Mayfair e bares clandestinos do East End para a agitação do Soho. O Chamado do Cuco é um livro maravilhoso. Apresentando Cormoran Strike, este é um romance policial clássico na tradição de P. D. James e Ruth Rendell, e marca o início de uma série única de mistérios.”

O primeiro livro nos apresenta Cormoran Strike, um investigador filho “bastardo” de um astro de rock que perdeu a perna na guerra e tenta recomeçar sua vida em Londres.

Eu sou fã de literatura policial e sempre percebo que os investigadores acabam sendo bem peculiares em seu jeito de ser. Sherlock Holmes, Hercule Poirot e Miss Marple que o digam. De alguma forma eu sinto que isso acaba meio que distanciando a nós, pessoas normais, desses intelectos brilhantes. Sempre termino os livros me perguntando se sou mesmo tão ingênua. Tente você adivinhar o final de O Assassinato no Expresso do Oriente pra ver. E ah, me diga depois se conseguiu (eu aposto que não) rs.

Em que pese Strike ter sua faceta diferentona, (e sim, ele vai solucionar o crime de um jeito que você não entenderá) dá pra sentir ele meio gente como a gente, com suas dificuldades amorosas, físicas, psicológicas e tudo mais. Acho esse um dos toques de mestre de Galbraith, porque a gente acaba se apegando ao detetive no fim das contas.

E Robin… Pelo nome dela eu só imagino a musiquinha do Batman no fundo. Tanana nana nana nana Batman (https://www.youtube.com/watch?v=f9MyW6knTQY < – Essa aí ó)

Ela é a assistente acidental de Cormoran. Acidental porque a agência de emprego envia ela para ele por um erro. Robin é puro amor, gente. Ela dá aquele toque feminino no livro que precisava estar ali.

Terminadas as apresentações, toda a investigação do livro é sobre o suposto suicídio de Lula Landry, uma modelo super famosa. A agência do detetive é contratada pelo irmão da falecida que suspeita não ter ela se matado, como sugere a polícia.

Srike começa daí a procurar todas as pistas para solucionar o caso, entrando em conflito até mesmo com a polícia para tal.

Não há muito que eu possa dizer sobre o desenrolar do livro sem dar spoiler, só que as maneiras do detetive não são lá muito convencionais e que o final… Nem tente achar que você vai conseguir adivinhar porque não! Rs

14923052_1129094013826948_1951293245_o

– O Bicho-da-Seda

“O detetive Cormoran Strike retorna no novo mistério de Robert Galbraith, autor do best-seller internacional ‘O Chamado do Cuco’.

Quando o escritor Owen Quine desaparece, sua esposa vai à procura de Strike. De início, a Sra. Quine pensa que seu marido apenas se afastou por conta própria, por uns dias — como já tinha feito antes — e ela pede a Strike para que o encontre e o traga para casa.

Mas conforme Strike investiga o caso, se torna claro que há mais no desaparecimento de Owen do que sua mulher pensa. O escritor havia terminado um manuscrito contendo descrições venenosas de quase todos que conhecia. Se o livro fosse publicado, poderia arruinar vidas: o que significa que existiam várias pessoas que poderiam querer silenciá-lo.

Quando Quine é encontrado brutalmente assassinado em circunstâncias bizarras, a investigação se torna uma corrida contra o tempo para entender a motivação de um assassino impiedoso, um assassino como Strike nunca havia visto antes.”

Eu tive uma certa resistência a comprar esse segundo livro, já que é muito comum o autor acertar no primeiro livro e ca*** a coisa toda depois disso. Mas estamos falando de Rowling. A mulher escreveu a série de livros mais vendida do mundo.

O Bicho-da-Seda conseguiu ser melhor, muito melhor do que O Chamado do Cuco. Não sei como ela conseguiu fazer isso.

Gente, o livro é brutal.

Eu lembro de assistir um episódio de CSI em que um cadáver estava em tal estado de decomposição que a legista ficou fedendo depois de examiná-lo. É exatamente assim que você vai se sentir com a descrição do corpo de Owen Quine. A imagem gruda na sua cabeça de uma tal forma que você praticamente sente o fedor saindo pelos poros. Pior, a cena te acompanha até o final da estória.

Nesse livro temos relatos mais profundos sobre a vida das personagens principais: Cormoran e Robin.

Ela está noiva e agora enfrenta problemas no relacionamento, já que seu noivo não aceita tão bem o emprego dela. Porém, a secretária está mais certa do que nunca de que seu desejo é continuar no ramo da investigação e vai lutar por isso.

Vemos uma Robin mais forte e decidida, que vai além da menina hesitante do primeiro livro.

Da mesma forma, presenciamos outras partes da vida do detetive virem à tona, como antigos amigos, familiares e até mesmo antigos traumas. Tudo vai tomando forma e podemos entender mais um pouco desse personagem bruto e cativante.

Os dois se juntam em uma enxurrada de entrevistas e pesquisas visando solucionar a morte do escritor. E no final, quando conseguem,

Assim como no primeiro, há várias reviravoltas na trama, personagens aparecendo do nada e bastante suspense. O fechamento dá aquele friozinho na barriga de cena de ação. É muito dos bons.

Sobre os nomes dos livros: a autora explica cada um no decorrer deles.

Já existe mais um livro publicado em português, que pretendo comprar e resenhar o mais rápido que puder e provavelmente mais um será lançado no próximo ano.

E sobre a notícia: os livros serão adaptados para série, que será exibida nos EUA pela HBO. Como se “só isso” já não fosse demais para meu frágil coraçãozinho de leitora, a própria J.K Rowling produzirá a série.  E já tem até ator escolhido para o papel de Cormoran: Tom Burke.

Acredito que assim muitos desvios da história que tanto abatem a nós leitores  serão evitados.

Ficou meio longo mas espero de coração que tenham gostado. Os livros são realmente maravilhosos!

Beijinhos e até a próxima =*

Fonte:  http://www.diariodepernambuco.com.br/app/noticia/viver/2016/10/28/internas_viver,672462/livro-de-j-k-rowling-vai-virar-serie-na-hbo.shtml

http://www.adorocinema.com/noticias/series/noticia-125416/

um Comentario

Deixe uma resposta