K-Drama Kill Me, Heal Me

17 de Janeiro de 2018

Olá!

Annyeonghaseyo!

Sabe quando você está super empolgado para começar a assistir uma série, anime e até mesmo a ler um livro daí fica comentando com os seus amigos, só que seus amigos nem dão bola e você fica falando sozinho e gritando pelos cantos … É, foi isso que aconteceu comigo por longos dias – na verdade apenas por um fim de semana.
Passei todos os dias sozinha e surtando pelos grupos da vida esperando que alguém me desse spoiler ou gritasse junto comigo. O que não aconteceu. T.T
Temos muita coisa para falar sobre os personagens então já vou começar.

Sinopse:
O corpo humano é capaz de todos os tipos de coisas para sobreviver situações difíceis. Cha Do Hyun é um herdeiro de terceira geração de negócios que desenvolveu transtorno dissociativo de identidade (anteriormente conhecido como distúrbio de personalidade múltipla), na sequência de vários eventos traumáticos que ameaçam a vida. Ele tenta recuperar o controle sobre sua vida com a ajuda de Oh Jin Ri, uma residente de psiquiatria do primeiro ano, que o ajuda em segredo. Mas o irmão gêmeo de Ri Jin, Ri Oh On, um escritor que está determinado a descobrir a vida sem escrúpulos dos ricos e começa a seguir Do Hyun.

Todos acontecimentos desse dramão – Como diz um certo amigo meu – te deixa bem envolvido com a trama e vai te fazendo perceber a ligação dos personagens uns com os outros. Fazendo uma teia super cheia de mistérios, cenas fofinhas e engraçadas também. – O prota e a Drª são super engraçados juntos, me acabei de rir.

E já começando por ele, esse OPPA LINDÃO do Ji Sung que atuou belissimamente, trazendo toda magia à suas personalidades que iam e vinham, com uma facilidade absurda.

Cha Do-Hyun (Ji Sung) _ É um homem que sofre com uma doença incomum chamada de Transtorno Dissociativo de Identidade ou como é conhecida distúrbio de múltipla personalidade. Por causa disso passou boa parte da vida longe do mundo e dos familiares. Isolado em convívio apenas com seu fiel escudeiro An Gook, que o auxilia em tudo.

Oh Ri Jin (Hwang Jung-Eum) _ É uma Drª em psiquiatria que com sua personalidade forte e divertida se torna um ponto principal na vida do Do-Hyun. Que por sua vez se conheceram num momento bem inusitado. Na verdade ela não conheceu o nosso protagonista e sim uma de suas personalidades, a primeira delas na verdade.

A mocinha da nossa história tem uma família unida e super engraçada, e ao longo da história os mistérios envolvendo essa família vai aparecendo aos poucos.

Oh Ri-On (Park Seo-Joon) _ É o irmão mais velho da drª Jin e é um jornalista que vive entrando em roubadas.

Pronto, vou apresentar apenas esses personagens que pra mim são os mais importantes para a formação da história.

__ Pausa dramática __
*Estou doidinha para deixar um SPOILER*
RESPIRA … INSPIRA …

As personalidades do Do-Hyun.

 


1 Shin Se Gi a primeira personalidade, estiloso e bad boy essa personalidade tem todas as lembranças do nosso mocinho.

 

 

 

 

 

 

2 Perry Park, um ahjussi de no mínimo 40 anos que ama beber e pescar. E guarda lembranças da guerra onde serviço a serviço coreano.

 

3 Ahn Yo Sub a personalidade mais afetuosa dentre todas, conhecida como a personalidade suicida, ele é um adolescente de no mínimo 17 anos e irmão gêmeo da nossa próxima personalidade.

 

 

 

 

 

4 Ahn Yo Na, a irmã gêmea de Yo Sub, tem uma forma de se comportar igual a da maioria dos adolescentes, é a personalidade com mais energia e é a que causa mais problemas para o nosso mocinho. – Amei a YoNa, ela é a melhor…
O Ji Sung arrebentou muito nesse dorama.


5 NaNa é a personalidade criança que aparece algumas vezes e é um mistério que só me fez amar ainda mais esse dorama, perto do final é que ficamos sabendo qual a sua ligação com os protagonistas.

 

 

6 Mr. X, só aparece realmente no finalzinho e trás toda a história e nos faz entender muito sobre o fechamento do drama.

Cada personalidade do Do-Hyung foi atribuída aos traumas sofridos quando criança e durante a transição para a vida adulta. Todas criadas como um sistema de autodefesa, fazendo com que todos os acontecimentos traumáticos fossem esquecidos. Assim foi aprisionando a cada uma de suas personalidades através de isolamento total do ‘’mundo’’ que lhe trazia lembranças ruins.
Então foi morar nos EUA para tentar se livrar dos maus pensamentos e esconder

Certo agora que vocês já estão por dentro das coisas vou falar o que eu realmente achei sobre tudo isso.

AAAAAAMEEEEEII!
hahahaha!

Gente o que foi o Sung interpretando a Yo Na!? Eu tive várias crises de risos durante as aparições ‘’dela’’. rsrsrs!

Vou deixar uns gifs com algumas das melhores cenas, que me fizeram rir demais.

Esse é EXTRA *__*

 

Todas aquelas mudanças de personalidades. Uma após a outra, foi o que deixou o drama ainda mais legal. Eu realmente amei a escolha dos atores principais.

Sim, como a maioria já sabe tenho um tipo de ‘’ligação’’ com os friendzones, não sei ao certo mais sempre são os mais carinhosos e sempre são deixados de lado … Mas, nem sempre acabam tristinhos, tá.
Nessa história não foi diferente, teve amor não correspondido, sim.
Só que não vou dizer de quem para com quem, porque estragaria toda a confusão, e eu espero que você se sinta como eu: perdidinho no meio disso tudo, e depois apavorada esperando uma resposta óbvia do diretor, e logo depois querendo abraçar ele por ter contado toda história e ter feito você chorar.

O final é super lindinho e revelador. E como sempre não sei o por que que esses asiáticos tentam sempre mostrar que o casalzinho se conhecem desde criança.

OPS!

Gente, espero que curtam muito esse draminha maravilhoso.
E que você passe o resto dos dias gritando por aí …

OOOOOPPAAAAAAAAA!

PS: Não conseguir achar todas as músicas no Spotify, então vou deixar apenas o link  com os nomes de todas elas.

http://wiki.d-addicts.com/Kill_Me,_Heal_Me_OST

Ttomannayo!