Por que curtir, comentar, votar em plataformas de livros/publicações de autores?

10 de Janeiro de 2018

Ei, meus amores.

Hoje vim com um assunto que acho que é mais esclarecedor do que polêmico em si.

Caso não saibam, essa pessoa que vos fala se aventura no mundo da escrita de tempos em tempos. Até já temos aqui resenha de AMORES NATALINOS, uma antologia de contos da qual participei como autora de um dos contos.

Tenho mais planos para escrita nesse ano, inclusive é uma de minhas metas terminar de escrever ao menos dois dos livros que estão pela metade nesse meu PCzinho lindo, e espero que dê tudo certo. Mas, a coisa aqui é outra. Ou a mesma. Sei lá, bora falar do que realmente interessa.

Sempre que leio alguma obra em plataformas como Whattpad, Nyah, Spirit, enfim, sites nos quais os autores disponibilizam suas histórias, fico meio incomodada com a falta de comentários dos leitores.

Não, você não é obrigado a comentar em nada, de maneira alguma. Quero deixar isso super claro aqui. Ninguém é obrigado a comentar e curtir ou votar em algo que não tenha gostado, mesmo continuar lendo aquilo. E na realidade, mesmo se você gostar da obra não há essa obrigação.

Mas pensem comigo. Você, leitor, sempre que encontra outra pessoa que ama ler e que já leu aquele livro que você adora fica louco para fazer altos comentários. O seguinte diálogo é super recorrente no nosso dia a dia de leitor (usei meu livro como referência, porque né.. rs) :

 

– Não acredito! Você leu Amores Natalinos?

– Já sim. Você também? – Eles trocam olhares de expectativas nos breves segundos antes de a resposta chegar.

– Sim. E eu adorei! O que você achou dele?

E nesse momento nada mais à sua volta importa, tudo o que você quer é passar horas e horas dentro daquela bolha literária. 

– Bicho, foi a melhor antologia de contos de natal que li em muito tempo.

– Também acho. E aquela parte de Não Foi Sem Você que a Bruna começa a fazer trocadilhos com o nome do Erick? Genial.

– Ficou muito bom. Mas eu quis dar na cara da autora porque fiquei meio frustrada de aquele beijo não ter saído antes. Eu tava torcendo pra que saísse na parte do… (Vil vibes aqui)

 

Então, me diga uma coisa: se tu gosta tanto de comentar com outras pessoas o que achou do livro, imagina dizer isso pro próprio autor da história que sempre fica com uma pulguinha atrás da orelha sobre o que o público está achando?

E mais, não sei vocês, mas a louca aqui chora, ri, grita, se descabela, xinga os autores, e conversa com o livro durante a leitura. E aí que pelas plataformas que eu já disse você pode fazer isso através dos comentários, votos e likes.

Como blogueira, instagramer e talvez escritora eu aprendi uma coisa: nós ansiamos por feedback.

Por feedback eu quero dizer críticas e reações. E por críticas não quero dizer as infundadas, banhadas em maldade.

Acho que deveríamos parar de destilar ódio, e, se realmente não se gostou da obra pode-se explicar com calma o porquê em vez de sair torrando a estória o ou autor por aí.

Gosto é uma coisa muito subjetiva, o que eu amo pode não agradar a você e vice-versa. Então, por muitas vezes, as críticas maldosas podem impedir um leitor de ler algo que ele poderia possivelmente gostar e muito.

Mas quer saber uma coisa que realmente deixa os olhinhos dos autores brilhando? Reações.

Eu lembro de estar escrevendo uma história que enviava para um grupo de pessoas. Meu coração chegava a pular dentro do peito quando elas me mandavam áudios, aqueles ensandecidos então… Adorava.

Experimentei fazer o mesmo com duas autoras das quais sou parceira enquanto lia seus livros. Ainda avisei-as antes: olhe, sou meio escandalosa, vou mandar uns áudios meio malucos aqui. E a resposta era sempre a mesma: pode mandar, eu amo. E elas ainda me respondiam.

Falei, falei e falei para no final querer dizer: comenta, vota, curte sem dó!

Não se importe se alguém vai olhar para seus comentários e te achar meio maluco. Até hoje não conheci nenhum leitor que seja normal! rs

Só pra comprovar o que tô dizendo, os prints no meio do texto são de comentários meus e de amigas minhas. Hehe Porque o que adianta falar e não me IXPOR? Oops, dar exemplo.

Inclusive, se quiserem me seguir por lá é @Binha-Cibelle e no IG @literalmentebinha.

Espero que tenham gostado, babies.

Beijijnhos =*

1 Comentário

  • Preciso concordar com você. Como criadora de conteúdo eu entendo exatamente o que você quis dizer, porquê além de estimular o escritor a continuar desenvolvendo seu trabalho, pode guiá-lo para melhorias, ou direcionar melhor o foco da escrita. Sem contar que se você~e leu um conteúdo bacana, se comentar, curtir ou compartilhar, fará com que ele seja divulgado e alcance mais pessoas, e com isso crie um fluxo constante de coisas novas, pois motiva a gente a se empenhar mais.
    O simples fato de poder conhecer e interagir com quem nos lê.