Resenha: As Aventuras de Pi de Yann Martel

29 de Janeiro de 2018
Quem ai já leu As Aventuras de Pi?

Faz algum tempo que esse livro esta na minha listinha infinita de livros para ler, mas faltava o empurrãozinho final. E então, ele foi escolhido para leitura coletiva no grupo Leitura Rosa. ebaaaa

Vem conhecer essa linda obra literária.

 

As Aventuras de Pi

As Aventuras de Pi

Yann Martel

ISBN-13: 9788520933107
ISBN-10: 8520933106
Ano: 2012 / Páginas: 424
Idioma: português
Editora: Nova Fronteira

Sinopse:  Um dos romances mais importantes do século, As aventuras de Pi é uma narrativa singular de Yann Martel que se tornou um grande best-seller. O livro narra a trajetória do jovem Pi Patel, um garoto cuja vida é revirada quando seu pai, dono de um zoológico na Índia, decide embarcar em um navio rumo ao Canadá. Durante a viagem, um trágico naufrágio deixa o menino à deriva em um bote, na companhia insólita de um tigre-de-bengala, um orangotango, uma zebra e uma hiena. A luta de Pi pela sobrevivência ao lado de animais perigosos e sobre um imenso oceano é de uma força poucas vezes vista na literatura mundial.

Literatura Estrangeira / Aventura / Fábula / Ficção / Filosofia / Religião e Espiritualidade / Romance

 

Quando comecei a ler As Aventuras de Pi, esperava logo encontrar o pobre menino e seu tigre num bote. Que ingenuidade! rsrsrs Acredito que me deixei levar pelos pedaços do filme que via na televisão.

O livro tem inicio com as lembranças de um Piscine Molitor Patel adulto e cheio de saudades de seu amigo Richard Parker, o qual lhe abandonou sem mais nem menos.

“Ainda não consigo entender como ele pôde me abandonar daquele jeito, com tamanha facilidade, sem qualquer tipo de despedida, sem olhar para trás uma vez sequer. Essa dor é como um machado que me corta o coração.”

Ele conta sua história para o autor, desde o incio mesmo. Seu nascimento, a escolha do nome e toda a carga que o fez escolher o apelido de Pi (igual a 3,14…). Suas escolhas feitas na Índia, sua vida como filho do dono de um zoológico e sua descoberta sobre ser hindu, cristão e muçulmano. Tudo ao mesmo tempo. O que deixou a primeira parte do livro sobrecarregada e cansativa. Foram inúmeras explicações sobre a vida dos animais no zoológico e sobre as três religiões que ele escolheu para seguir.

Encontramos na primeira parte, frases incríveis que nos fazem parar para refletir sobre os mais variados assuntos.

“_Bapu Gandhi disse: “Todas as religiões são verdadeiras.” Eu só quero amar a Deus…”

Encontramos um lindo exemplo de fé e amor a Deus.

Confesso que quase desisti e pulei logo para a segunda parte, mas fui forte e li! A primeira parte se tornou nitidamente importante assim que cheguei a segunda parte do livro. Todas as explicações surtiram efeito e não precisei quebrar a cabeça para encontrar o sentido dos acontecimentos.

Sobre a segunda parte, o livro que antes era apenas uma piscina repleta de informações, torna-se um oceano de aventuras. Literalmente!!!

“O navio afundou.”

E foi aí que a história realmente começou.

O navio, antes cheio de animais do zoologico, que foram vendidos, e pessoas, sumiu no oceano como se fosse feito de papel. Pi se encontra em um bote salva vidas, mas o que o aguarda?

Um Tigre-de-bengala, um orangotango, uma zebra e uma hiena. Exatamente, um bote repleto de animais ferozes. Será que Pi vai sobreviver a isso?

Gostei da narrativa do autor quando começou realmente a história, da ótima escolha dos animais e da mensagem que retirei dele.

Acredito que podemos comparar esse naufrágio a nossa vida. Somos pobres indefesos presos no bote da vida e rodeados pelas mais diversas feras. E a unica coisa que pode nos salvar é a fé. Aquela garra que vai nos manter vivos para lutar, que vai nos puxar para os desafios e dar força para continuar nadando.

Somos nós diferentes desse menino indefeso diante das dificuldades? Teríamos a mesma fé? A mesma vontade de viver?

“As coisas não correram como se esperava, mas o que se pode fazer? Temos que encarar a vida do jeito que ela se apresenta e tentar tirar o melhor proveito dela.”

Uma história incrível e de força e fé. Um livro muito gostoso de se ler e ótimo para se divertir. Repleto de aventuras, sonhos, uma história tão incrível que me fez sentir a fome, a angustia, o medo de Pi. Medo por ele e por todos do livro.

E o que dizer dessa capa linda? Adorei toda a estrutura do livro. Muito bem organizado.

 

Venha descobrir o que Yann Martel nos preparou. Um maravilhoso livro que vai encantar você.

E lembre-se: a primeira parte do livro é para testar a sua fé! kkk

 

Beijinhos