Resenha: Blasfêmia – Pathy dos Reis & Maria Carolina Passos

, Livros

Livro: Blasfêmia

Autoras: Pathy dos Reis e Maria Carolina Passos

Editora: Leya

Oi, pessoas!

Hoje eu vim para falar de literatura Brasileira.

Dizem que a cavalo dado não se olha os dentes, não é mesmo? Pois é, eu ganhei esse livro e juro que a primeira coisa que eu fiz, foi julga-lo pela capa; e assim eu quebrei a cara não só uma, mas duas vezes, porque  fui pesquisar sobre as autoras, e vi que uma delas é Youtuber (sabe aquele preconceito que tá rolando com esses youtubers que escrevem seus próprios livros? então, eu entrei nessa onda), mas mudei de ideia completamente depois que terminei a história, e já estou ansiando por uma continuação.

Depois de relatar essa minha experiência e já te deixar esperto para quando essa situação ocorrer com você, vamos finalmente ao que interessa: a resenha.

Nessa história, vocês vão conhecer a Claire (pra quem assiste seriados tipo Grey´s Anatomy, já vão se familiarizar rapidamente, pois ela tem uma vida bem parecida com a da Meredith Grey — tragédia atrás de tragédia —).

Quando era mais jovem, Claire Price morava em uma cidade chamada Salina, não tinha muitos amigos e nem vida social, fazia somente ir a escola, ajudar a mãe em casa, e prestar serviços comunitários a igreja que a família frequentava — A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos dias — e foi em uma simples manhã que ao sair de casa para realizar seu trabalho, ela se depara com um tumulto na casa do bispo Dresch. Curiosa a respeito da situação completamente incomum na cidade pequena, ela se dirige para o quintal da casa, para saber o que estava acontecendo, e é nesse momento que a vida de Claire muda para sempre. Quando consegue passar pela multidão, ela avista uma lona preta no gramado e ao se aproximar identifica o corpo estirado no chão, como não conseguiria reconhecer o rosto do irmão? Rob foi cruelmente assassinado, e ao que tudo indica, a morte faria parte de algum ritual: ao lado do corpo foi encontrada uma caixa, e dentro dela havia manchas de sangue seco, a arma do crime, os dedos das mãos e dos pés da vítima, e por último, umas tiras de papeis tipo aquelas que vem nos biscoitos da sorte, com as seguintes frases:

“Eu formo a luz, e crio as trevas; eu faço a paz, e crio o mal; eu, o Senhor, faço todas essas coisas”. (Isaías 45:7)

“E tens que consumir todos os povos que Jeová, teu Deus, te dá. Teu olho não deve ter pena deles…” (Deuteronômio 7:16)

Depois que li essa parte, fiquei pensando na bizarrice dessa história, a partir daí foi suspense atrás de suspense por todas as 270 páginas.

Enfim, mesmo com a insistência da família ao longo de alguns anos, o crime não é esclarecido. Não conseguem uma pista se quer sobre quem poderia ter realizado essa crueldade, e assim, a mãe de Claire entra em uma profunda depressão que a leva ao suicídio, o pai vai embora com um amante, e ela fica sozinha no mundo. Para tentar recomeçar, ela muda para uma cidade bem distante, vira jornalista, e se casa. Mas com eu disse que ela vive de tragédia atrás de tragédia, mais uma vez a vida lhe prega uma peça, e Claire descobre que é estéril; o marido não se conforma com a situação e pede o divórcio… assim, depois de 10 anos, com o convite de um amigo, ela resolve voltar a sua cidade natal. Por uma coincidência (ou não) no dia em que ela retorna, acontece outro assassinato bem parecido com o de seu irmão Rob, e como futura redatora do principal jornal da cidade, Claire vê nessa segunda morte cruel a chance de investigar e solucionar esse assassinato, que está claramente ligado ao de seu irmão.

blasfemia-livro-capa2

Essa história é incrivelmente bem pensada e cheia de surpresas. Você vai descobrir ligações surreais entre a morte de Rob e vários acontecimentos do livro, dentre eles, a esterilidade de Claire e o divórcio. Cada página lida é mais um momento de aflição, e quando você pensa que tudo está resolvido e acabado, vem uma reviravolta incrível que deixa o livro com um gostinho de quero mais, que só as autoras vão poder dizer se será possível experimentar.

Bom, vou ficando por aqui amores. Espero que vocês tenham gostado e que leiam o livro para entrar na torcida por uma continuação dessa história surpreendente.

um Comentario

Deixe uma resposta