Resenha: Caminho das Águas – Eva Zooks

, Livros

Livro: Caminho das Águas

Autora: Eva Zooks

Editora: Ler Editorial

Hey, meus leitores lindos.

Hoje tô aqui com a resenha desse livro maravilhoso de uma autora brasileira, a Eva Zooks.

Esses dias até tivemos essa resenha aqui de um livro de autoras brasileiras e foi bem elogiada pela nossa blogueira. Eu simplesmente adoro falar de autores brasileiros, ainda mais dos novos e bons porque assim vemos que nada está estagnado, mas que talentos novos na literatura aparecem a cada dia.

Esse livro foi uma cortesia mara que ganhei do skoob (aquele lindo). Se ganhar livro já é bom, imagina em cortesia. #adoro

“O que fazer quando a vida está ligada a um segredo?
Quando todas as decisões conduzem a um caminho desconhecido e misterioso?

Anne é uma historiadora obcecada por um tema em particular: a história de um homem que visita seus sonhos desde a adolescência. Ethan Brown, um soldado condecorado da guerra da Secessão.
Mas que estranha relação existe entre ela e alguém que viveu em 1864?
É isso que Anne terá a oportunidade de descobrir ao ser convidada por Henry Starre, um rico colecionador de obras de arte, para passar uma temporada em Maryland e conhecer de perto o local de suas pesquisas.”,

 

Pra começar, a história quase toda se passa em Maryland, nos Estados Unidos, às margens do rio Potomac.

Anne desde pequenininha tem esses sonhos estranhos com Ethan Brown, que ela descobre ter sido um soldado na Guerra da Secessão dos Estados Unidos. Talvez seja esse o motivo de ela ter se tornado uma historiadora e fixado-se em pesquisar todas as escassas informações sobre a vida do soldado.

Logo no prólogo já se tem a narração de um dos sonhos, do qual tirei esse diálogo:

“Com a cabeça sobre os joelhos da deusa, reuniu todas as forças que ainda lhe restavam e disse, entre uma tomada de fôlego e outra, suas únicas palavras:,

– Ethan… Ethan Brown. Agora… Corra!

Ao ser envolvido pela escuridão, ouviu um último estrondo. O estourar de um tiro. Então, seu coração encheu-se de dor e preocupação por ela.

Processed with VSCO with a6 preset

Após um dia de pesquisas ela recebe a ligação de um tal senhor Henry Starre que a convida a passar uns dias em sua propriedade com o fim de realizar pesquisas, já que naquelas terras havia acontecido uma das batalhas mais sangrentas da guerra.

Logo ela chega em terras marylandesas e pah, dá de cara com um cara que pela descrição lembra bem um deus grego e ainda parece a cópia do Ethan de seus sonhos. Eis aí nosso amado/odiado outro personagem principal.

A trama do livro se intensifica à partir daí, já que ela descobre algum tempo depois que um dos filhos de seu anfitrião,  James Starre (o cara que eu acabei de descrever aí em cima), também vem tendo sonhos aterrorizantes com o mesmo personagem que Anne sonha por toda a vida.

O relacionamento de Anne com ele começa bem turbulento e nem dá pra entender o porquê de ele tratá-la tão mal. Além de tudo ele é muito lacunoso sobre a história por trás dos pesadelos, o que nos deixa com os nervos à flor da pele.

Mas, meus amigos, James e Ronald (o outro irmão) Starre… Litros e litros de baba escorrendo. Sugiro fortemente a leitura do livro para entender o que eu digo.

Inclusive esse é daqueles livros que te dão uma baita de uma bad porque é todo mundo super lindo. Me sentia assistindo aqueles filmes Hollywoodianos que te fazem se perguntar o que há de errado com você.

Gente, que livro gostoso! Um leitor voraz com tempo lê facinho em algumas horas. É daqueles livros que te empolga quando você percebe que há ali um segredo por trás de toda a situação. E o bom é que o ritmo do livro é muito rápido, a leitura super fluida.

A autora foi boa até demais em esconder o mistério que envolve a vida das personagens principais, então é daquele tipo que você só descobre tudo nas últimas páginas. Não se iludam.

Não há muitos personagens centrais na trama, o que facilita mais ainda a leitura.

Adoro poder falar tão bem de um livro recente nacional. Quero ler mais do tipo.

Espero que tenham gostado, lovelies.

Caminho das águas foi meu primeiro livro da Ler Editorial, que, pelo que entendi, prioriza publicações de autores brasileiros. Acho muito importante essa valorização de nossos autores e se me permitem a sugestão, sempre dêem uma olhada nos livros deles.

E ah.. O que dizer da Eva Zooks que mal conheço e já considero pacas? Ela é uma gracinha, gente. Super acessível, extremamente simpática e além de escrever muito bem. Foi meu primeiro contato com ela e já sei que teremos outros.

Até a próxima.

Beijinhos =*

Lista de comentário

  • Matheus Pereira 08 / 12 / 2016 Reply

    Mel Dels!! Cada vez suas resenhas ficam melhores, e sua habilidade também!
    Cada conquista sua com TODA A CERTEZA é merecida e você tem que espalhar isso por que é muuuuuiiiiitoooo bom!!!

    • Binha Cibelle 08 / 12 / 2016 Reply

      Oh mô deuso, amigo, você é um precioso. Muitooo obrigada ^^

Deixe uma resposta