Resenha: Escola dos Mortos – Karine Vidal

, Livros

Olá lindos leitores!

Hoje vim falar de um livro que me despertou emoções a muito adormecidas na hora da leitura. Fazia tempo que um único livro não me trazia tantas lagrimas, sorrisos e um punhado de reações de todos os tipos.

Escola dos Mortos é um livro divertido, diferente, mas ao mesmo tempo, temos varias referências de livros que amamos como Crepúsculo e Harry Potter.

Para mim foi um golpe de mestre, me deixando apaixonada.

 

Vamos as apresentações:

Escola dos MortosEscola dos Mortos

Karine Vidal
ISBN: B0725Q9M91
Ano: 2017 / Páginas: 749
Idioma: português
Editora: LivroNovo

Lara Valente irá morrer. Mas sua história não termina por aqui. Pelo contrário: é aí que ela começa.
A jovem carioca será enviada para um misterioso internato na Inglaterra. Mas o lugar esconde um segredo. Lara se deparará com vozes de gente morta gravadas, assassinatos misteriosos no colégio, meninas mortas que ainda moram nos quartos, e um despertar assustador num caixão.
Tudo isso vai leva-la a descobrir que, por trás da fachada da Escola dos Sotrom, existe uma Escola muito mais perigosa, cheia de segredos, pactos e mortes.
Nessa Escola repleta de ocultismo, Lara será assassinada. Mas sua história não terminou. Ela acordará em em mundo paralelo, em universo glamouroso onde vive a nata dos melhores, escolhidos à dedo pela Morte.
A Escola dos Mortos abriga os que foram assassinados e enviados para lá. Uma sociedade escondida em que existem apenas os melhores, coexistindo em segredo com a escola dos vivos.
Adolescentes mimadas, carros luxuosos, segredos escandalosos, campeonatos, corridas e caçadas.
Lara irá se apaixonar por um homem perigoso. Luka Ivanovick, com seus olhos negros, hostis e arrogantes – repletos de ocultismo e falta de respostas. Através dele, Lara descobrirá a cruel história por trás de sua morte.
Paixão, mistério e um jogo de sedução escuro e apimentado irão acontecer entre o mundo real e o misterioso mundo noturno da Escola – até Lara descobrir que, dentro dos caixões, os mortos daquele lugar nunca dormem.

Um livro totalmente envolvente de início a fim.
Acompanhar Lara nesse percurso entre vida e morte e todas as descobertas que ela fez, foi simplesmente maravilhoso.
Uma leitura gostosa, rápida e divertida que trás um gostinho Dark e obscuro.

Escola dos Mortos me chamou a atenção pela capa já de cara. Amo um bom clima de morte! rsrsrs Sempre fico torcendo pra alguém morrer nos livros. Desculpa sociedade!

Mas a partir do momento em que entendi que o livro não era de terror, me prendi mais ainda na curiosidade de saber como seria. Mas a querida Karine Vidal, que agora é nossa parceira VIVAAAA! (conheça mais sobre Karine Vidal AQUI), soube como nos manter grudadinhos nas paginas desse livro.

Tudo começa quando Lara Valente, uma linda carioca, recebe uma herança inusitada. Seu pai que a muito tempo sumiu, mas que regularmente mandava a pensão, era um Van Pelt. Uma família rica que tem anos de história. E agora, o avô de Lara deixou a herança para ela, sua irmã e sua mãe. Mas para receber, Lara terá que estudar um ano num colégio interno na Europa, o Sotrom.

Lara é uma garota muito divertida, simpática e meio explosiva. Seu coração enorme esta envolto em uma muralha que não permite que nada entre para machucá-la. O que seu pai fez a muito tempo ao abandona-las. Mas quando o assunto é sua família, ela faz qualquer coisa, até abandonar tudo e ir pra Europa pra garantir uma vida melhor para elas.

Sotrom é uma escola diferente. Não há alegria, nem sorrisos. Todos estão desesperados para passarem despercebidos por lá. Mas por que? Jovens ricos deveriam brilhar não é?

A escola guarda um grande segredo. Não se pode sair a noite, não se pode sorrir, não se pode brilhar nesse mundo luxuoso onde só os ricos são aceitos. Terá alguma coisa relacionada as vozes que se ouvem pela escola? Com os fantasmas que vivem por lá? Com  cemitério que abriga muitos alunos mortos durante sua estadia na escola?

Quando Lara começa a ver um estranho garoto tocando piano a noite na Sotrom, descobre que tem algo errado. Muito errado.

“Eu vi um garoto que estava morto.”

Lara ira descobrir que a escola esta amaldiçoada e que os melhores não sobrevivem.

“Você não pode fugir de nós. Uma vez na Escola, para sempre na Escola.”

Pelo contrario, são caçados e mortos pelo assassino da escola que os envia para o mundo dos mortos onde são condenados a viver eternamente na Escola dos Mortos.

“ Minha cabeça bateu numa pedra pontiaguda; o impacto quebrou o crânio e atingiu o cérebro. Eu morri rapidamente.
Mas você se enganou se achou que esse foi o fim. Muito pelo contrário. É agora que minha história começa.”

É aqui que a verdadeira diversão começa.

Seis meses depois de morta, Lara desperta em um caixão. Desesperada ela luta para sair, até que um homem vem ao seu socorro. Depois de muita histeria, ela aceita que esta morta e parte para a Escola dos Mortos. Acostumada com a Sotrom, ela se arruma o mais brega possível e então seu mundo vira de pernas para o ar. Aqui estão reunidos a nata dos ricos, belos, os melhores dos melhores. E Lara se perde em meio as meninas mais bonitas que ela já viu. Chamar atenção nunca foi problema, mas agora sua moral caiu no abismo.

“O mundo dos mortos não tinha sol. Constantemente imerso num eterno breu. Minha alma, amante do mar e da praia, sentia saudades do meu Brasil, onde a vida reinava.”

Mas como a bela brasileira que é, Lara da a volta por cima e se torna uma das meninas mais cobiçadas da escola, mas estranhamente, sua atenção se volta para o único garoto que não quer ninguem, Luka Ivanovick. Com seus olhos negros, hostis e arrogantes – repletos de ocultismo e falta de respostas, o garoto vai deixa-la maravilhada. Assim como todas as meninas da escola.

“Paixões platônicas não eram do meu feitio, mas aqueles olhos pegavam fogo. Eram escuros, sinistros e arrogantes. Decifra-me ou devoro-te, diziam. Ainda que impressos num papel sem graça, eles simplesmente… Incendiavam.”

Há algo nele que a atrai como se seu corpo necessitasse dele. Algo maior do que uma simples atração. Algo inescapável.

O que será?

Um livro recheado de diversão, com um toque de suspense muito bom. Karine Vidal soube brincar com as referencias e nos deixar bem perdidos quando nossas teorias vão por água abaixo, mas tudo sem preder a classe. Uma leitura super gostosa e que me deixou com um gostinho de quero mais.

“Acreditem, a vida não é feita de milhares de corações batendo. A vida é mais do que isso. A vida é o imaterial, é criar laços. Se há ligações de amor genuínas aqui, entre nós, então estamos vivos.”

E é claro que vou ler o conto da autora que nos fala sobre o lado da história contado por Luka Ivanovick, o que tenho certeza de que será incrível. É quase um amor impossível, e tenho muita curiosidade em saber como Luka lidou com isso.

Adorei os personagens da trama, principalmente o jeito explosivo de Alicia e seu irmão urso que é um amor.

Luka e Lara fizeram meu coração quase parar diversas vezes. Chorei, xinguei, suspirei. Em certa parte d livro eu até quis fazer picadinho do Luka, mas com ele, ou tu ama ou odeia. É um daqueles personagens que a gente não consegue ser indiferente.

E odiei a morte em varias paginas, mas no final… só tenho uma coisa a dizer: #MorteSuaVacaDesgraçada kkkkkkkk

Foi um final digno e surpreendente.

Os segredos, as tramas, todo o universo criado por Karine Vidal me conquistaram e deixaram um gostinho de quero mais.
Assim como Luka, o livro tem um magnetismo irresistível e sombrio.

O livro precisa de uma revisão profissional para ficar perfeito, mas nada que possa atrapalhar a leitura. E acredito que a editora que conseguir esse livro terá um tesouro em mãos.

Super recomendo a vocês!

“Tive que morrer para aprender a amar, aprender a ser humilde e aprender a perdoar. Eu precisei morrer para encontrar meu lugar no mundo.”

 

Quem ai já leu?

Quero saber sua opinião!

Beijinhos meus amores!

Deixe uma resposta