Resenha O Gabarito

24 de setembro de 2018

Um livro que chegou até mim por meio do Livro Viajante do Skoob e que conseguiu me surpreender.

Uma leitura que indico a todos, mas principalmente para quem, assim como Ciso, luta para se encontrar na vida.

O Gabarito

O Gabarito

Douglas Felipe

ISBN-13: 9788592351205
ISBN-10: 8592351200
Ano: 2017 / Páginas: 236
Idioma: português
Editora: Publicação Independente

Sinopse: 1 candidato;
5 vestibulares;
5 falhas;
1 acerto.

O livro conta a história de Ciso, um ex-vestibulando (podemos chamar assim?) que se vê em uma situação difícil logo após a reprovação no vestibular. Pela 5ª vez. Para ver o sentido por trás de 5 vestibulares, 5 falhas e 1 acerto (e pra ver se essa conta dá certo mesmo), acompanhe Ciso, Cissa e Luigi nessa história sobre amizade, teimosia e claro: sobre a cidade.

Ciso é um jovem cheio de sonhos que luta para passar na Fuvest. Mas como a vida não é fácil para ninguém, ele já foi reprovado em varias tentativas.

“Eu tentei de novo por causa do não. Por causa da porra do não. Porque a gente sempre tem um não se não lutar por um sim.”

A realidade de um vestibulando é muito bem trabalhada nesse livro. Me senti a própria lembrando do que passei no meu primeiro vestibular, e que agonia foi isso. Assim como a gente, o pobre do Ciso vive em prol desse sonho, lutando contra todos os obstáculos. Ele trabalha, estuda, não tem vida social, enfim, vive para a Fuvest.

“A Fuvest era parte de mim e estava carimbada em cada comodo da minha casa.”

Mesmo com a ajuda dos amigos, Ciso se sente sozinho e melancólico. O livro nos mostra bem a pressão feita pela sociedade que não contrata mais pelo caráter, mas sim pelo fato de você ter feito faculdade, o que deixa muitos jovens de mãos atadas. É como se sem um diploma, você não fosse nada. Sei que um diploma é importante e prova muita coisa, seu conhecimento, o trabalho que teve para consegui-lo, mas a sociedade precisa começar a enxergar os dons que não necessitam de tal.

E é realmente muito triste ser julgado por um papel.

Mas quando seu sonho é massacrado, o que fazer?

“Não sabia o que aconteceria depois, era completamente alheio a isso, eu só queria passar. Meu sonho não era mais ser escritor, e sim passar na Fuvest.”

Mas assim como Ciso, não podemos perder a esperança.

O que são 5 tentativas frustradas em comparação aos desafios diários de sobreviver ao nosso mundo?

Não deixe que isso lhe tire a vontade de lutar, afinal, quanto maior a batalha, maior a felicidade em vence-la.

Venha descobrir se Ciso conseguiu encontrar seu caminho. Se seu sonho de ser escritor vai ser impedido pela recusa da Fuvest em aceita-lo.

Já leram?

Vem me contar.

Deixe seu comentário