Resenha: Perdido Sem Você – Lycia Barros

, Livros

Editora: Ases da Literatura

Sinopse:Dante sempre foi um rapaz irrepreensível. Filho de pastor, cheio de fé e com um talento musical nato, seu objetivo de vida sempre foi levar as pessoas a adorarem a Deus através de suas canções. No entanto, seus princípios estremecem quando a sua banda subitamente alcança um sucesso estrondoso, com o qual ele nunca sonhou. Por conta disso, Dante começa a tomar decisões e a assumir compromissos que afetam a sua vida espiritual, a convivência com a sua família e, principalmente, o relacionamento com Angelina, sua namorada. Fora isso, seu vício pelas redes sociais faz com que seu raro tempo vago seja preenchido de forma improdutiva, o que aumenta ainda mais a cobrança dos amigos. Em meio a tudo isso, Dante somente encontra a paz nas conversas com um misterioso artesão, que tentará ajudá-lo a entender o que é realmente importante na vida.

Hey, leitores lindos.

Antes que briguem comigo, e com muita razão, quero pedir perdão pelo sumiço. Aconteceram tantas coisas que nem dá pra escrever aqui. Mas prometo a vocês que agora volto com tudo.

Agora, uma novidade. Inaugurando essa fase com chave de ouro, fiz um insta literário pra mim, o Literalmente Binha . Em parceria com o insta do blog e o Literachá procurarei oferecer o melhor a vocês com relação a conteúdos literários e todo esse mundo que o envolve.

O livro de hoje é um tipo de sequência de um outro que já resenhei aqui, A Bandeja. Dá pra perceber que eu sou bem fã da Lycia Barros. Disse e repito que amo escritores, e ela tem um lugar todo especial no meu coração.

Antes de começar, vou deixar abaixo o áudio da música que consta na primeira folha do livro. (Razô, Lycia, eu sou xonada em Casting Crowns.)

 

 

A história é narrada por Dante, o namorado de Angelina. Ele agora é o vocalista de uma banda famosa, os Covernantal. Em que pese serem um grupo evangélico, eles estão alcançando um grande sucesso nacional, sendo levados a diversos programas e até mesmo tendo um documentário feito sobre si.

No meio de toda essa fama, o Dante simples e fofo que conhecemos em A Bandeja começa a se perder.

Devido à pressão do trabalho nosso protagonista esconde verdades de sua namorada, se atrasa para importantes eventos familiares, esquece de Deus e começa a dar espaço para situações em sua vida que não são nada compatíveis com sua posição e é aí que seu mundo começa a desabar.

Para não sufocar com palavras que não consigo dizer, pego o meu violão e começo a dedilhá-lo, na esperança de produzir algum som que as traduza, mas não adianta. Sou o desabafo que não chega, a mente que não descansa. Sou uma mistura de sentimentos, decisões e arrependimentos… Minha alma está ardendo dentro de mim, precisando de refrigério, mas sinto-me como a água batendo em paredes de pedra, tentando me insinuar por entre as fendas, e até elas me repelem.

Devo dizer que me estrepei um pouco com o protagonista por ter colocado expectativas demais. Isso se deu pelo fato de eu tê-lo conhecido antes pelos olhos de Angelina.

O Dante de A Bandeja é um menino novo, leve, ainda em começo de carreira. Em Perdido Sem Você a coisa muda de foco. Sua banda conseguiu um alto sucesso e ele está atolado em trabalho, preocupações e até mentiras. Devido a isso, nosso protagonista está mais pesado, por assim dizer.

É bem estranho assisti-lo melancólico, se contorcendo com todas as suas dúvidas.

As páginas se vão e com o tempo podemos vê-lo cair, se levantar e crescer onde precisa. Não se engane, esse livro vai dar um nózinho no seu coração algumas horas.

De todas as obras de Lycia que já conheci, Perdido Sem Você foi de longe a que achei mais reflexiva. É tanto que acabei experimentando algo que não tinha feito antes, marcar meus livros. Eram tantas frase profundas e interessantes que não tinha como deixar passar.

– Ah, meu filho, nenhum estado de ânimo desgoverna tanto o caráter do homem quanto o ciúme por uma mulher. O ciumento se acha dono daquilo que não possui. – Mirei-o com uma expressão interrogativa. Ele continuou: – O ciúme é um sentimento vaidoso. Faz você pensar que a pessoas que ama é um objeto seu, o que, na verdade, só prova que amamos tanto a nós mesmos que achamos que não podemos dividir o que achamos que temos com mais ninguém.

Por vários momentos me peguei relendo algumas passagens e refletindo sobre.

Perdido Sem Você contém uma profunda reflexão sobre como nossa vida espiritual deve ser, e o que nos acontece quando deixamos coisas da vida tomarem o lugar de Deus. Me chama atenção o fato de a autora não ter tirado as coisas de trás da orelha, tudo é devidamente fundamentado na Bíblia.

Será sempre outra das obras que deixou aquela marquinha especial em meu coração.

Admito que ansiava em ver mais de Angelina, só não sei porque já que o livro é sobre Dante. rs

Outra coisa que preciso confessar é que dei uma pulada na sequência. Deveria ter lido Entre a Mente e o Coração e por causa disso ganhei alguns spoilers de bônus. #ficadica

Ah, e o final. O final é lindo! Adorei como Lycia colocou tudo de uma forma sexy sem ser vulgar, dado o tipo de literatura.

Espero que tenham gostado, meus amores da literatura.

Fiquem sempre por aqui conosco, viu.

Beijinhos =*

Até a próxima.

 

Quotes:

No remorso você tem consciência do erro, mas só se preocupa em como conviver com a culpa. Acredita que, castigando-se e lembrando o tempo todo o que fez de errado, talvez possa se redimir. Já no arrependimento, você aprende, cresce e muda as suas atitudes. Isso sim é redenção.

Um homem que evita dúvidas, nunca encontrará as suas certezas. Será apenas um fantoche, repetindo as certezas dos outros.

Compreendi que o fim de um relacionamento dói como a morte de uma pessoa que, na verdade, ainda está viva.

 

Deixe uma resposta