RESENHA – Simplesmente Acontece – Cecelia Ahern

, Livros

Oi, gente linda!! Tudo bem com vocês?

Eu ia começar este post, dizendo que se alguém me perguntasse sobre um filme que tenha superado o livro, eu indicaria o Simplesmente Acontece, mas me dei conta que já me perguntaram sobre isso, aqui na Tag Antemeridiano.

Simplesmente Acontece, é contado de uma maneira diferente, é todo narrado por  cartas, cartões postais, emails e SMS. Começa com bilhetinhos trocados pelos dois personagens principais, Alex e Rosie, e se estende por toda a vida adulta dos dois e dos demais personagens secundários.

Alex e Rosie são apaixonados desde a infância, juntos fazem planos para o futuro, ele deseja ser um médico famoso, e ela deseja gerenciar um hotel. O Pai de Alex recebe uma proposta de trabalho nos Estados Unidos e por isso muda-se de Dublin, onde morou a vida toda. Ele consegue uma vaga para estudar medicina em Harvard e Rosie se inscreve em um curso de Hotelaria em Boston. Com isso, Rosie poderia mudar-se para os Estados Unidos e voltar a ficar perto de Alex.

”Sua amizade trouxe muitas cores para a minha vida. Elas estão lá mesmo nos piores momentos da minha vida e eu sou a pessoa mais sortuda por ter isso.”

O plano parecia ser perfeito, mas algo inesperado acontece, Rosie fica grávida e todo o sonho de ir para os Estados Unidos vai por água a baixo.

Rosie conta com a ajuda da família e de sua amiga Ruby, para cuidar da pequena Katie. Por ser mãe solteira, ela acaba passando por muitas dificuldades e alguns perrengues, tudo para poder dar uma vida tranquila para sua filha.

Muitas cartas e e-mails trocados com Alex, que mesmo estando em outro país, se faz presente na vida de Katie e Rosie, com presentes e cartões.

Entre cartas e mensagens, é nítido o quanto eles se amam, mas tudo conspira contra os dois e nenhum deles admite o amor que sente um pelo o outro. Em alguns momentos, achamos que finalmente as coisas vão dar certo, mas sempre tem alguma coisa que dá errado. Tanto que um acontecimento, faz com que eles fiquem um bom tempo sem se falar.

Uma carta é escrita por Alex, mas ela não chega às mãos do destinatário correto. Essa carta seria suficiente para mudar tudo, curar corações feridos, recontar uma história, fazer alguém plenamente feliz.

“Como a vida é engraçada, né? Bem na hora que você pensa que está tudo resolvido, bem na hora em que você finalmente começa a planejar alguma coisa de verdade, se empolga e se sente como se soubesse a direção em que está seguindo, o caminho muda, a sinalização muda, o vento sopra na direção contrária, o norte de repente vira sul, o leste virá oeste, e você fica perdido. Como é fácil perder o rumo, a direção…”

Imagine tudo o que você pode fazer em 50 anos… Agora,  imagine que beijou alguém e tudo virou um silêncio quase eterno. Imagine o que esse silêncio pode representar na vida de uma pessoa. Volte e imaginar tudo o que pode acontecer em em 50 anos…

”Ele acabará se casando com essa mulher e passará o resto da vida com ela. E, ele dirá a si mesmo, que ela é perfeita e… Ele deve estar muito feliz, mas ela não será você, sabe?”

É um livro que te faz torcer, desesperadamente, para ver o casal ficar junto, é um clichê mais lindo que eu já li. E, mesmo sendo escrito de uma forma diferente, você consegue “dar vida” aos personagens, conseguindo sentir as características de cada um.

O livro mostra que o tempo e a distância, não são suficientes para separar o verdadeiro amor.

“Ele não me cobre de pétalas de rosa e me leva para Paris nos finais de semana, mas quando corto meu cabelo, ele percebe. Quando me visto para sair à noite, ele me elogia. Quando choro, ele enxuga minhas lágrimas. Quando me sinto sozinha, ele me faz sentir amada. E quem precisa de Paris, quando pode conseguir um abraço?”

Para quem não viu o filme, segue o trailer.

Beijos doces e até a próxima 😘

Deixe uma resposta