Resenha: Soul Love: a noite o céu é perfeito! – Lynda Waterhouse

, Livros

Livro: Soul Love: A noite o céu é perfeito!

Autora: Lynda Waterhouse

Editora: Melhoramentos

Oi, pessoas!

Essa é minha primeira resenha para o blog, espero que gostem.

Quando minha cunhada me indicou e eu fiquei sabendo que ia entrar para resenhar, não tive dúvidas, logo pensei no meu livro favoritíssimo <3.

Já vou esclarecer desde o início que essa história é para aqueles que esperam finais surpreendentes, não aquele épico “felizes para sempre”, e acredito que foi essa característica do livro que me encantou.

Então vamos lá!

Todo mundo já teve aquela fase rebelde da adolescência, problemas de relacionamento com a família e conflitos com amigos, com Jenna não foi diferente. A relação dela com a mãe já era bem complicada e se torna quase impossível quando acaba sendo expulsa da escola após um mal entendido, e na tentativa de proteger os amigos, leva a culpa sozinha.

Depois do acontecimento e da insistência em não esclarecer a história, sua mãe decide manda-lá para casa de Sarah, no interior de uma cidade chamada Little Netherby, com a intenção de dar um tempo nos conflitos da família e na esperança de que ela pense em todos os acontecimentos e mude suas atitudes, mas o que a mãe de Jenna não esperava era que, além de se redimir e esclarecer toda história que envolve a expulsão da escola, ela também iria se transformar para sempre ao conhecer seu grande amor.

Você deve estar se perguntando: ué? É só isso?

Não, não mesmo meu caro leitor. Vou te contar agora o que deixa essa história mais apaixonante:

Primeiramente, Gabe.

Sim! Precisamos de uma pausa só pra falar dele:

Filho do Lorde Netherby e herdeiro de uma grande herança, ele também é o garoto mais bonito da cidade; além de ser carinhoso, simpático e autêntico. Até aí ele não se destaca de nenhum outro personagem principal de histórias adolescente que já li, mas o que eu não esperava era que no decorrer da história ele iria apresentar outra característica que me deixou mais apaixonada: ele é misterioso/recatado, não tem nada de “famosinho convencido”, que é padrão de todos os galãs de livros.

E também temos mistérios:

Tanto Jenna quanto Gabe escondem acontecimentos de parte de suas vidas que te deixa agoniado até metade do livro. (Obs: o que fez com que eu lesse tudo em apenas um dia e meio).

Com certeza você já sacou o que vai acontecer neh? Os dois terão uma linda história de amor. Sim! A história será linda mesmo, mas como todo casal eles terão dificuldades, e no caso deles eu digo “que dificuldade!” (isso está relacionado ao segredo que Gabbe guarda, e você terá que ler o livro pra entender, porque sou anti-spoliers).

Deixa eu te contar rapidinho como eles se conhecem:

Tudo acontece muito rápido, confesso pra vocês que Lynda foi bem direta ao escrever esse livro, nada de rodeios para o casal se apaixonar, ao contrário, depois do segundo encontro —onde são devidamente apresentados — eles já começam a conversar e intensificar a relação.

A primeira vez que Jenna o viu foi pela janela do quarto de sua tia. Ao acordar no seu primeiro dia na cidade ela descreve sua visão privilegiada:

 

“ Vi claramente um torso musculoso com pequenos mamilos castanhos. A pele era surpreendentemente alva. Bem devagar, meus olhos acompanharam uma delicada linha de pelos escuros que desciam do umbigo até a cintura do jeans desbotado. Descendo mais, pararam nas formas que o jeans revelava, no rasgo em um dos joelhos e nos brancos dedos dos pés, que batiam ritmicamente na relva.”

Só ai já da pra perceber que seria amor mesmo. Afinal de contas, quem repara na cor do mamilo de uma pessoa?

Voltando ao foco, eles se encontram mais duas vezes antes de serem apresentados oficialmente. Esses dois encontros ocorrem no mesmo dia, primeiro no sebo que Sarah (sua tia) toma conta e Jenna começa a trabalhar para ajuda-lá. Distraída na conversa com um dos clientes, ela não percebe “O Garoto Sarado” (apelido que ela deu por causa da visão privilegiada do dia anterior) entrando para devolver um livro, ela só o reconhece pelo formato do corpo e eles trocam algumas palavras distantes, impossibilitando que ela veja seu rosto. Depois ao recusar o convite de Julius (o antigo dono do estabelecimento) para tomar um chá, ela sai do sebo e passa por uma lanchonete e coincidentemente o encontra fazendo companhia para Julius. É nesse momento que ela consegue vê-lo perfeitamente. Por uma fração de segundos seus olhos se encontram, e o coração de Jenna congela, o corpo estremece e ela fica confusa, sem saber explicar por que sentiu tantos arrepios na primeira que vez que viu um garoto estranho, que para ela não passaria de um qualquer, como todos os outros que já havia conhecido.

Depois desses acontecimentos, a história começa a se desenrolar. Jenna faz amizades na cidade, conhece os amigos de Gabbe — que tem uma banda onde ele atua como percussionista — conhece Cleo (também integrante da banda) uma garota super antipática e  melhor amiga de Gabbe, que vai se tornar a personagem mais odiada do livro.

Com o passar dos dias a relação se intensifica e surgem vários conflitos por causa dos segredos, que acabam quebrando o elo de confiança do casal; e é aqui que eu vou deixando aquele suspense… O que será que Gabbe esconde de tão importante que pode colocar sua história de amor em segundo plano? Infelizmente não posso passar daqui sem dar spoilers, o que significa que agora você precisa mesmo ler o livro.

Vale muito a pena se envolver com esse casal, principalmente se colocar no lugar de Jenna e imaginar o que você faria se passasse pela mesma situação, como ela descreve em uma frase:

soul_love_a_noite_o_essa_e_uma_das_coisas_que_as_pessoa_7j37we

Enfim, acredito que de tudo que a gente lê, se realmente for feito com amor, devemos retirar uma lição.  Dessa história que a Lynda fez, eu pude perceber que realmente não estamos preparados para as adversidades da vida, e muito menos para viver sob o efeito de ações que você não pôde interferir, mas que de alguma maneira vão te afetar para sempre.

Espero que vocês realmente tenham curiosidade suficiente para entender essa história. Principalmente compartilhar dessa paixão comigo e torcer pela continuação que a Lynda prometeu já tem alguns anos. Para os apaixonados essa é a história perfeita, e eu não podia terminar essa resenha sem citar a frase principal do livro, e talvez até a explicação para o título:

“O amor é composto de uma única alma habitando dois corpos.” (Aristóteles)

um Comentario

  • Binha Cibelle 17 / 11 / 2016 Reply

    Tão divinha essa minha cunhada <3 Arrasou!

Deixe uma resposta