Resenha: The Heart Of Betrayal (Crônicas de Amor e Ódio 2) – Mary E. Pearson

3 de julho de 2017

Ola meus lindos leitores!

Vamos a mais uma resenha?

Hoje vim derreter de amor aqui pra falar de The Heart Of Betrayal, o segundo volume da trilogia Cronicas de Amor e Ódio de Mary E. Pearson.

Já leu o primeiro, The Kiss Of Deception? Tem resenha dele Aqui.

The Heart of Betrayal

Crônicas de Amor e Ódio # 2
Mary E. Pearson
ISBN-13: 9788594540119
ISBN-10: 8594540116
Ano: 2016
Páginas: 402
Idioma: português
Editora: DarkSide Books

Sinopse: Em The Heart of Betrayal — Crônicas de Amor e Ódio v.2, Lia e Rafe estão presos no reino barbárico de Venda e têm poucas chances de escapar. Desesperado para salvar a vida da princesa, Kaden revelou ao Vendano Komizar que Lia tem um dom poderoso, fazendo crescer o interesse do Komizar por ela.
Enquanto isso, as linhas de amor e ódio vão se definindo. Todos mentiram. Rafe, Kaden e Lia esconderam segredos, mas a bondade ainda habita o coração até dos personagens mais sombrios. E os Vendanos, que Lia sempre pensou serem selvagens, desconstroem os preconceitos da princesa, que agora cria uma aliança inesperada com eles. Lutando com sua alta educação, seu dom e sua percepção sobre si mesma, Lia precisa fazer escolhas poderosas que vão afetar profundamente sua família… e seu próprio destino.

Disponível em: http://amzn.to/2tIi356

No primeiro volume dessa trilogia conhecemos Lia, a Primeira Filha da Casa Real de Morrighan, uma princesa que sofre com o peso do fardo que carrega e que decidiu fugir no dia de seu casamento o que causou muitas confusões no primeiro livro.

Em busca de liberdade e de um amor verdadeiro, Lia conhece dois rapazes que conquistam seu coração. Um deles Príncipe Rafe e o outro, Assassino Kaden. Ai é que começa a verdadeira bagunça não é!
Agora, depois de uma longa trajetória, descobrimos que a jornada de Lia apenas começou, e que ainda há muita neve pra cair.

Ambos sabem que a princesa é, mas é só no inicio de The Heart Of Betrayal que Lia descobre a identidade dos dois. Acuada pelo medo de Kaden e de seu bando de bárbaros que a sequestrou, Lia vai atravessar uma terra de ninguém com a força de sua coragem. Irá descobrir que seu dom pode ser muito mais do que um mito, e que todas as mentiras serão reveladas, por bem ou não.

“As lagrimas dela cavalgam com o vento.
A mim ela chama,
E tudo o que eu posso fazer é sussurrar:
Você é forte,
Mais forte do que a sua dor,
Mais forte do que o seu pesar,
Mais forte do que eles.”

Humilhada, explorada e maltratada, Lia vai tentar dar a volta por cima e manter-se viva. Ainda mais tendo descoberto seu belo príncipe. Siiim, ela descobre o Príncipe de Dalbreck, seu amado Rafe.

Mas da pra perdoar as mentiras que ele contou?

“Mas o fato é que eu vim por você, Lia, não importando quem você seja, e não me importo com que erros eu tenha cometido ou você tenha cometido. Eu cometeria todos e cada um deles de novo, se esse fosse o único jeito de ficar com você.”

Quem não mentiu nessa história??? Me diz????

E se não bastasse, muito mais mentiras serão contadas. Cada sobreviver depende de uma farsa bem armada.

Ao chegar em Venda, Lia começa a descobrir que essa cidade sem vida, onde a miséria, a fome e o medo imperam, a unica fonte de poder é a esperança. Esta imposta por meio da força de um Komizar. O soberano de Venda, aquele que não permite prisioneiros, aquele que matou o ultimo Komizar, aquele que reina com mãos de ferro e unhas de fogo.

E é este que vai transformar a vida da nossa princesa num inferno.

O Komizar, mesmo furioso com Kaden por ter desobedecido sua ordem clara de trazer apenas a cabeça da princesa, acaba se rendendo aos encantos de ter uma Primeira Filha ao seu comando e adquire Lia como sua propriedade.

É claro que Kaden e Rafe não vão gostar, mas a relação conturbada de Kaden com o Komizar é apenas inicial já que eles possuem um elo muito forte. A lealdade de Kaden é muito forte e será posta a prova a todo instante.

Já Rafe esta preso a uma farsa ainda maior, de que é um Emissário Real trazendo um acordo do Príncipe de Dalbreck para o Komizar.

Então Lia tem que se virar até que a ajuda chegue.

Mas com o passar do tempo, Lia começa a entender que numa terra morta como Venda, onde nada cresce além da fome e da miséria, a esperança é a unica arma para sobreviver.
Talvez esse reino não seja tão bárbaro.
Talvez o que disseram sobre o reino não seja totalmente verdade.
Uma certeza que caminha por Lia vai mostrar-lhe a beleza de um reino abandonado que clama por socorro. E é assim que a princesa vai conquistando o coração do povo. Com suas verdades contadas, suas palavras desenhadas a muito tempo que agora abrem caminho até o povo de Venda.

“Reúnam-se aqui perto, meus irmãos e minhas irmãs,
Escutem bem,
Pois há apenas uma história verdadeira,
E apenas um futuro verdadeiro.
Era uma vez,
Há muito tempo, muito tempo
Sete estrelas que pendiam no céu.
Uma para chacoalhar as montanhas,
Uma para revirar os oceanos,
Uma para afogar o ar,
E quatro para testar os corações dos homens.”

Um reino que precisa de alguém digno e não de um Komizar sanguinário.

E é através do Komizar que Lia vai ganhar forças para lutar por esse povo que aos poucos esta se tornando seu. Um povo que tem raízes tão profundas quanto o dom de Lia. Afinal, o dom pode ser muito mais do que a maioria acredita.

“Ela pede por outra história,
uma história para passar o tempo e para nutri-la.
Busco a verdade, os detalhes de um mundo que ficou tão distante no passado,
que não sei ao certo se algum dia existiu.”

Talvez essa coisa que sussurra no silencia, que sobe pela espinha, que percorre a pele, seja o que trouxe Lia até Venda.

“Mas lembre-se criança, de que todos nós podemos ter as nossas próprias historias e os nossos próprios destinos e, as vezes, uma sorte aparentemente ruim, mas todos também fazemos parte de uma história maior. Uma história que transcende o solo, o vento, o tempo… e até mesmo nossas próprias lágrimas.
Histórias mais grandiosas terão sua vez.”

Talvez seu destino esteja traçado a muito tempo, no momento em que o nome Jeselia foi pronunciado pelos deuses dos remanescentes.

“Aquela que era fraca,
aquela que era caçada…
Aquela nomeada em segredo.”

Talvez o plano de fugir não seja exatamente o que Lia precisa. Ela quer mesmo deixar Venda?
Respostas serão encontradas e trarão consigo milhares de perguntas, mas uma certeza.

“Tinha que ser alguém.”

Uma linda história que vem do tempo em que os Deuses reinavam sobre a Terra, mas que também caíram… Força, bravura, amor, magia…
“Sim, elas eram feitas de magia, e de
luz, e dos sonhos dos deuses.
E havia uma princesa?
Sorrio.
Sim, minha criança, uma princesa preciosa tal como você.”
Espero que tenham gostado.
Tenho tanta coisa a dizer sobre essa magnifica história, mas não ha resenha capaz de resumir isso!!! Rsrsrs
Por isso quero que leiam para que entendam o que estou sentindo, essa magia que aquece meu coração e transborda por minha alma.
E esperem pela resenha de The Beauty Of Darkness que logo virá!
E que é muito emocionante!!!Beijinhos de luz.