Só queria que você soubesse

16 de junho de 2018

Olá Corações!!

A semana dos namorados estava repleta de amor pelos ares, não é?! E para vocês, como foi? Espero que ótima! Você aí que passou ela sozinho, não desista, seu amor está por aí de braços abertos esperando você! 😉

E aproveitando esse climinha tão gostoso de romance, hoje eu trouxe uma indicação maravilhosa para vocês. É de uma história virtual da plataforma Wattpad (já comentada aqui antes). Não é resenha porque o livro não está terminado, e como eu não finalizei só poderei indicar e dizer o que estou achando.

https://a.wattpad.com/cover/145054856-176-k491212.jpgSó queria que você soubesse
Binha Cibelle
Wattpad

Sinopse:

Sozinha e do outro lado do mundo até dar de cara com uma porta… Não, não era uma porta, e sim o cara do eyesmile mais lindo que Mina havia visto na vida.

Mas nem só de sorrisos de olho maravilhosos é feita a vida. Bem mais do que somente uma garota com olhos muito azuis, sonhos e palavras demais, em idiomas demais, Mina teve um passado difícil, mas não deixa se abalar. Ela sabe que na base de muito suor e esforço pode tocar o futuro amplo à sua frente.

Mas como será quando ela encontrar uma aluna misteriosa, de temperamento difícil, que rejeita todas as suas tentativas de aproximação? De todas as coisas, ela tem algumas certezas:
1) Mina sabe o que quer da vida;
2) Não é tão fácil assim levá-la abaixo;
3) Ela adorou o sorriso que subia aos olhos daquele moço na porta do café;
4) Ela só queria que ele soubesse…

Diz aí, se essa sinopse não lhe deixa com uma baita pulga atrás da orelha?! E acredito que uma delas seja na palavra: “eyesmile” (haha). Pessoas que não vivem no mundo coreano, realmente não saberá o que isso significa na prática, embora na teoria (ou tradução) já dê pra ter uma ideia. Mas isso a autora explica direitinho lá no livro então, eu não poderia deixar de aguçar mais a curiosidade de vocês por mais que fosse mínima. (haha)

A história conta sobre uma jovem mulher chamada Mina, que é brasileira, e foi morar na Coreia. Ela é professora de línguas e dá aula na casa da família Jung, que foi a responsável por sua ida a Seul.

No primeiro dia de trabalho, Mina está andando distraída na rua, amaldiçoando a si própria por não está vestida apropriadamente para dar aula de idiomas na casa de uma família coreana, quando se esbarra com o que ela própria define como um deus do Olimpo fazendo-a derrubar seus livros. Ai depois vem toda aquela coisa fofa de primeiro contato com “o amor da sua vida”. Um papo bem descontraído, olhares cheios de química, aquela coisa que marca mesmo, entende?

E, eu não sei se é porque eu sou uma tiete de carteirinha pelo homem que da vida ao personagem masculino principal, mas eu me encho de emoção com os sentimentos que a personagem transmite, e então viajo na história , nos acontecimentos e no estado emocional completamente extravasado que ela tem com relação ao moço de “eyesmile” lindo. (haha) Mas não é só por ele que os sentimentos de Mina se extravasa, sua aluna, mimada, impetuosa e debochada, também a deixa de cabelos em pé.

“Se eu subtrai os sentimentos em tons frios que encontrei em seu olhos, no pouco que ela os tornou para mim, toda postura meio encurvada, de quem deixou de se importar e viver há muito tempo, toda a postura meio encurvada, de quem deixou de se importar e viver há muito tempo, e o fato de que Maria Eduarda simplesmente não se mexe, tudo continuaria a me sugerir algo que minha mente não captava.

Porque raios tem um cobertor tapando suas pernas quando nem está calor fazendo calor para isso em Seul?

─ Eu preciso que você repita comigo, senhorita Maria Eduarda. Você poderia, por favor?

Ela faz o menor movimento com o rosto na minha direção, e quando ergue os olhos eu encontro ódio neles. Para mim.

Perco as palavras antes de conseguir focar novamente, e volto a perguntar:

─ Você poderia, por favor, repetir…

─ Você é bonita. ─ Sua voz sai rouca. ─ Não, você é linda. ─ E banhada de sarcasmo.

─ Você quer é ouvir um elogio de novo, não é?

─ Esta aula está terminada. Ajhumma. ─  Ela grita e a governanta se materializa dentro da sala. ─ Manda ela sair para que eu vá para o meu quarto. ─ Maria rosna as ordens virando o rosto para que eu não possa vê-la.”

Eh galerinha, a Mina tem uma jornada pela frente. Mas, não odeiem muito a Maria, ela ainda vai mostrar quem é de verdade, e a Mina também não vai só levar tapas na cara. (obs: os três pontinhos no trecho que coloquei acima, são narrações de Mina indicando: surpresa, frustração e raiva.)

Segue abaixo a pessoa que dá vida ao personagem masculino principal, Minho😍💗 :

Quer se apaixonar mais? Olhe esse trecho:

“Pensei que realmente nunca mais veria você.

Talvez tenha sentido falta de alguém me fazendo rir em um dia comum.

Mas hoje acho que quem precisa rir é você.

Seus olhos azuis continuam lindo, mas você chorou.

Espero que um pouco de açúcar melhore sua vida.

E ah… isso é só porque prefiro sua versão que me faz rir.

Só queria que você soubesse. ;)”

Esse foi o bilhete que o Minho mandou que fosse entregue a Mina depois de vê-la pela segunda vez no café. O livro começa assim, nessa amorosidade, um romantismo só, mas como já estou capítulos a frente, posso confirmar que as coisas esquentam depois e não demora nada, nada.

 

Pessoas que gostam de leitura rápida e de um romance bem divertido, essa é uma excelente oportunidade de você está adicionando SQQVS no seu espaço de “Lidos”, embora não seja um livro físico ainda, mas só ainda! Porque nossa amiga Binha Cibelle irá conseguir publica-lo com a Graça de Deus!!

Aqui está link da plataforma para vocês acessarem ao livro: https://www.wattpad.com/story/145054856-só-queria-que-você-soubesse

Até próxima!!

Deixe seu comentário