Trono de Vidro – Resenha

, Notícias

Hoje iremos falar do livro escolhido para nossa próxima leitura coletiva.
Creio que algumas pessoas não conhecem a historia então espero que gostem e tenham vontade de ler.
Pode ser que contenham alguns spoiles, mas não muito…rs

Celaena-Sardothien-throne-of-glass-38581954-1959-1100

Temos Celaena (nome estranho pra caramba né? porém esse livro está repleto de nomes estranhos), uma escrava, condenada a viver o resto de sua vida nas minas de sal de Endovier, onde a estimativa de vida de um condenado é de apenas 1 mês. O que ela fez para merecer esse destino? Ser a maior assassina de toda Erilea. Porém, um belo dia o príncipe Dorian vai até Endovier e mostra que tem outros planos para Celaena; ele a tira de lá com a promessa de que, se vencer um torneio para se tornar a campeã do rei, lutando contra os melhores soldados e assassinos de Erilea, receberá a sua tão sonhada liberdade, mas para isso terá que ser a assassina particular do rei. Escoltada por Chaol Westfall, Capitão da Guarda do Rei, Celaena aceita o desafio, sem ter ideia dos perigos que a ida até o palácio de vidro reservariam para o seu futuro.

A trama da autora Sarah J. Maas é bem orquestrada durante as 392 páginas do livro. Temos muita ação, muitos mistérios, cenas de suspense e um romance sutil e empolgante. O romance, aliás, não é meloso. Sentimos a ligação dos personagens e torcemos para que eles fiquem juntos.
Se você perceber a autora mistura um pouco de Cinderela, Assassin’s Creed, A Seleção (creio que foi lançado depois, mas se tornou conhecido antes). Se você notar os detalhes, vai adorar!

Falando um pouco dos três personagens principais, para que entendam o que está por vir(contém spoiler).

original

Celaena é uma assassina fria e sarcástica, acostumada a lidar com as piores coisas que a vida tem para lhe oferecer. Por incrível que pareça, você vai perceber que desde muita nova foi treinada para matar, porém a nossa historia começa com Celaena com dezoito anos.

Chaol, o capitão da guarda, é, até metade do livro, enigmático. Sabemos pouco dele e estamos sempre acompanhando a maneira profissional e rígida com que ele trata a assassina. Ele é muito determinado, forte, e um guerreiro exímio que só quer cumprir o seu dever.

Dorian é o príncipe que, muitas vezes parece mimado demais, bem humorado demais, eu não ligo pra nada demais. Mas com o passar dos capítulos, começamos a entender a mente do personagem. Entendemos seus medos, conhecemos suas fraquezas, vemos, pelos seus olhos, como ele enxerga aquele mundo e, principalmente, o reinado do seu pai tirano.

um Comentario

  • Cida 18 / 05 / 2016 Reply

    O Livro parece ser muito bom mesmo.

Deixe uma resposta